notícias

Queimadura solar

Publicada: 23/01/2017

Fonte: Site Sociedade Brasileira de Dermatologia

     A queimadura solar ocorre geralmente após a exposição solar, mas em dias nublados também é possível se queimar pois os raios ultravioletas (UV), responsáveis pela queimadura, passam pelas nuvens.

     Algumas pessoas correm mais riscos do que outras, como as crianças (que possuem uma pele muito sensível) e as pessoas com pele clara, pois geralmente possuem menos melanina (molécula que protege a pele contra a exposição solar). Mas todos, seja pela clara ou escura, devem usar protetor solar.

     É importante saber que a intensidade do sol pode aumentar em 30%  na praia ou na montanha, devido ao aumento da reflexão dos raios UV sobre a areia, a água e a neve.

     O primeiro sintoma a surgir é a vermelhidão, que aparece 3 a 5 horas após a exposição solar, ficando pior durante o período de 12 a 24 horas após a exposição. A vermelhidão geralmente é acompanhada de dor e ardência, seguida de descamação. Nos casos mais severos há dor severa, bolhas e insolação.

 

Posso tratar uma queimadura solar sozinho?

     As queimaduras solares leves a moderadas podem ser tratadas por você mesmo:

–Tome banho ou uma ducha de água fria. A água fria esfria a queimadura e também tem um efeito analgésico;

–Utilize cremes, loções ou sprays para queimaduras solares, que geralmente contém aloe vera ou um medicamento calmante;

–Tome um analgésico livre de prescrição médica;

– Fique longe da exposição solar;

–Tome bastante água, pois muitas vezes a queimadura solar está acompanhada de desidratação.

 

Quando devo procurar um médico?

     Procure um médico quando os sintomas forem mais severos e incluírem:  dor severa, bolhas e insolação, que pode vir acompanhada de febre, dor de cabeça, náusea e vômito.

 

O que fazer para evitar os efeitos maléficos do sol?

     Existem diversas formas, a primeira é evitar a exposição ao sol entre às 10 horas da manhã até às 16 horas da tarde; utilizar protetor solar de FPS 30 ou superior; aplicar o protetor solar 15 a 30 minutos antes da exposição ao sol e repassar a cada 2 a 3 horas; utilizar boné ou chapéu e ficar no abrigo de sombras.

 

     É importante observar que apesar de o bronzeado estar na moda  hoje em dia, o excesso de exposição ao sol estraga e envelhece muito a pele. Além disso, a longo prazo, a exposição solar sem proteção, pode levar ao desenvolvimento de câncer de pele dentre eles o melanoma, um tipo grave de câncer de pele e difícil de tratar. 

confira outras notícias

Novembro Azul - 2017

Publicada: 08/11/2017

Participe você também do Novembro Azul e espalhe a conscientização da importância dos exames periódicos, da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

SIPAT 2017

Publicada: 19/09/2017

Com o enfoque na conscientização da saúde e da segurança dos colaboradores, realizou-se, entre os dias 11 e 15 de setembro, na Farmácia do Ipam, a SIPAT 2017

SIPAT 2017

Publicada: 23/08/2017

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (CIPA) da Farmácia do Ipam realizará, de 11 a 15 de setembro de 2017, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (SIPAT)